Todas as pessoas, no mundo todo, já sonharam em ser um super-herói. Alguns que sabiam que isso era impossível, mas mesmo assim adoravam a ideia, se tornaram os maiores criadores de super-heróis do mundo. Um deles ainda é: Stan “The Man” Lee. Depois de criar os maiores heróis da história dos quadrinhos na Marvel Comics, ele se junta com o ilustrador japonês Tamon Ohta, para criar um anime (e mangá) de super-herói, misturando as culturas do ocidente e oriente. Mas não é um anime qualquer, é o Heroman!

Produzido nos estúdios Bones, Heroman conta a hisória de um garoto americano órfão que mora com sua avó. Seu nome é Joey Jones, e tudo começa quando ele ouve falar em um robô de brinquedo, o Heybo. Joey acredita que sua vida melhoraria com um desse, pois ele seria um herói para sua família e seus amigos. Mas seu curto salário de adolescente não o permite comprar.

A sorte muda quando Joey encontra um desses robôs quebrado no lixo da escola. Ele o conserta e o apelida de Heroman. Uma chuva muito forte faz Joey sair correndo da escola e voltar para casa – pois ele deixou o robô embaixo de uma janela aberta. Quando entra no quarto, um raio atinge o brinquedo, transformando-o em um robô gigante com super-poderes. Agora, Joey e Heroman, se unem em uma só força, para defender a terra de ameaças malignas e proteger toda a humanidade.

Então, se você gosta de mechas heróis (também conhecidos como robôs gigantes), um garoto com cara de menina, pancadaria em geral e Stan Lee, Heroman é uma ótima combinação e diversão na certa. Mas, mesmo se não gosta, vale a pena conferir pelo menos o trabalho de Stan Lee no primeiro episódio, eu garanto, é viciante. =D

O anime foi ao ar dia 1º de abril de 2010 na TV Tókio, e o mangá ainda está sendo publicado por lá.

Kell tem um herói, um amor e uma vida, embutido tudo em uma pessoa só.